27 de julho de 2017 às 07h06min - Por Mário Flávio

Sílvio-Costa-foto-divulgação

O deputado Sílvio Costa (Avante-PE) declarou no Recife nesta quarta-feira (26) que a oposição aposta no “constrangimento” para forçar parlamentares da base governista a votarem pela aceitação da denúncia contra o presidente Michel Temer.

O presidente foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção passiva mas a denúncia foi rejeitada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal.

Foi aprovado o parecer de autoria do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) pela rejeição da denúncia. É este parecer que será submetido à votação na Câmara Federal no próximo dia 2/8.

Para Sílvio Costa, os quatro ministros pernambucanos, que são também deputados federais, talvez não tenham coragem de votar contra a denúncia sabendo que a sessão será transmitida ao vivo para todo o país por várias emissoras de televisão.

“Quero ver Mendonça Filho, Bruno Araújo, Fernando Filho e Raul Jungmann votarem a favor do presidente, sabendo que em 2018 terão que prestar contas aos seus eleitores”, disse Sílvio Costa.

Enquanto isso, o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), vice-líder do governo na Câmara Federal, disse em Brasília nesta quarta-feira que parlamentar governista que não votar contra a denúncia do procurador Rodrigo Janot será excluído da base aliada.

“Quem não votar com o Brasil, indo contra a orientação do seu partido, deve sair. E se não sair, vai ser saído. Ou é a favor do novo Brasil, ou não é”, declarou o peemedebista.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro