20 de dezembro de 2012 às 16h25min - Por Mário Flávio

Você está incomodado com o calor que anda a atormentar nos últimos dias? Gosta mesmo é de uma sombra para se proteger do sol ou estacionar seu carro? E da brisa refrescante de um jardim? E de uma fruta tirada do pé?…

Mas… pense bem numa coisa: Quantas árvores você cuida? Quantas já plantou? Quantas protegeu contra derrubada?
Ah, muito pelo contrário!: arrancou aquela da calçada porque preferiu a cerâmica bonita e da moda ou por que a árvore estava quebrando tudo e isto te incomodava?
Ah, não planta árvore porque não gosta que os moleques te molestem a subir ou tirar frutas!

Sei… não plantas árvores porque é mais fácil reclamar do calor, do ar impuro e jogar a culpa para outros, sem notar que você pode ser um dos responsáveis por essa onda e mudança climática.

E quando chove? Pode até diminuir o calor, mas chegam as inundações… É, fazer o quê? Se só temos asfalto! Esperar que a água evapore porque plantas e árvores são insuficientes. Não temos autoridade para reclamar. Ainda sem mencionar o lixo que entope as redes pluviais por nossa própria negligente ação.

Já notou que Caruaru, a cada dia que passa tem menos árvores? Principalmente nas ruas e avenidas, logradouros públicos e nas calçadas das casas? Isto sem falar nos quintais? Ah, esqueci… o teu é cimentado! Ou melhor, é mais chique: tem cerâmica, já que as incovenientes árvores sujavam tudo; isto sem falar nos abusados passarinhos que insistem em fazer seus ninhos e cantar ao nosso pé do ouvido. Mas, que alternativa têm os pobres? Se nem nos campos podem ficar… tantas plantações com herbicidas, inseticidas, defoliantes, fertilizantes venenosos, pastos para pecuária…

Prefeito José Queiroz! Não continue a transformar Caruaru num deserto! 12 anos de descaso já é suficiente para um estrago grande e quase irremediável. A cidade está crescendo e isto é inevitável, muitas edificações, asfalto e veículos ajudam a aumentar o calor (ah, saudades da Caruaru agreste com clima de brejo! Caruaru, terra dos avelozes! – hoje, muitas crianças e adolescentes da cidade nem sabem o que é isso!). Cuidar do verde não é só criar parques! Esqueci outra vez: verde só dá publicidade em grandes espaços, não numa rigorosa fiscalização contra o corte ilegal de árvores, não num programa de arborização e ajardinamento com a conscientização e apoio da população e talvez, tenha-me esquecido do mais importante – árvores não votam! Somos cúmplices, querendo ou não, do que andam a fazer ou a desfazer em nossa cidade!

*Moisés Feitosa Bonifácio
Turismólogo, Guia de Turismo, Agente de Viagens e Professor


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro