10 de fevereiro de 2012 às 23h16min - Por Mário Flávio

Os dias, meses e anos estão passando e muitos de nós, que formamos o maior partido de massa da América Latina, estamos adiando nossas ações e não tomamos atitude alguma. O  tempo passa com monotonia e angústia para nós, que começamos a perceber que a história e a essência do PT estão sendo esquecidas. Entra gente e sai gente para levantar esta bandeira com fervor e isso não acontece além do discurso, na prática estão fazendo sempre as mesmas coisas e não aprendendo nada, deixando espaço para submissão em defesa de nomes.

Nós não estamos no PT como muitos que se dizem militantes das causas sociais, somos o PT.  Nós somos um PT, de resgate histórico, de luta, de manifestações de rua, de igualdade social, de sonho, de trabalhadores. Não podemos esquecer o PT militante, porque temos uma presidenta eleita, caso contrário, entramos em uma zona de conforto e nos acomodamos pelo medo de mudar, o medo de fracassar, sem saber que tomar tal atitude de virar apenas “situação” já esmamos fracassando.

Sonho com um PT que para ter valor e mostrar que é necessário para um mundo melhor não precise se destruir internamente, não precise de personagens para representá-lo, sonho com um PT onde as pessoas fazem a sigla aparecer e não usam a sigla como “degrau” porque não tem capacidade de serem elas mesmas… Gostaria que nós militantes fossemos valorizados pelo que somos e não pelo que podemos representar nos acordos de gabinetes.

Sonho com um PT que os seres humanos cultivassem e aprimorassem o lado bom das coisas e a arte de ser humano, sonho com um PT em que o ouvir fosse mais aplicado do que o falar, porque só assim conseguiríamos resgatar aquele PT que nasceu há 32 anos, que não tinha medo de dizer a verdade, seja a verdade que agrade ou verdade que machuque e que através delas, encontravam as suas próprias verdades.

Desejo um PT em que as pessoas não visem o dinheiro como uma coisa ruim e nem que façam coisas ruins pelo dinheiro, que as coisas sejam justas e que ninguém mate ou morra pela justiça, que as pessoas comprometidas tenham mais valor, que as pessoas façam mais e mostrem através de suas atitudes e não que fiquem falando sobre suas “brilhantes” ideias sem nunca antes ter concretizado nada. Desejo um PT de sonhos e luta por acreditar num PT verdadeiramente dos trabalhadores.

Beatriz Dias – membro da Direção Municipal do PT – AE – Caruaru


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro