7 de abril de 2012 às 09h00min - Por Mário Flávio

No início da história do PT o que existia era uma grande militância formada pelo povão trabalhador, pela classe média de esquerda, estavam sempre nas ruas, mobilizavam para as eleições, mas sempre fechava nas urnas… Hoje existe um racha angustiante entre as famosas “tendências”, esse PT de hoje é a verdadeira Torre de Babel. Ninguém entende ninguém, ninguém tem um propósito das verdadeiras origens do PT, só se ofendem pessoalmente, se destroem politicamente, e fazem acordos de gabinetes… A bancada parlamentar era o que menos interessava para a organização do Partido, hoje parece que só se organiza o Partido se existir uma bancada parlamentar petista.

Esses problemas internos vêm sendo alvo de pessoas com interesses particulares, que conseguem negociar cargos e esquecem de consolidar a ideologia do PT. Esquecem do PT verdadeiramente dos trabalhadores. Do PT do seu surgimento. Esse confronto interno não era para afastar os militantes históricos e fragmentar o Partido, era pra acontecer apenas nos campos das ideias e consolidar uma caminhada… Sonho com um mundo melhor e mais justo, porém hoje não acredito que conseguirei caminhar com meus sonhos dentro do PT, não dá pra existir uma luta dentro da luta, lutamos pra unificar o partido o tempo inteiro, onde poderíamos estar lutando por algo mais justo, falando de políticas públicas, construindo algo verdadeiramente maior que a unificação de um grupo. Quem quer fazer se une e faz. Levanta sua bandeira e caminha. É com este pensamento de Bob Marley que afirmo que jamais vou deixar os meus sonhos…

Os ventos que as vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar… Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre…(Bob Marley).


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro