17 de novembro de 2020 às 21h01min - Por Mário Flávio

A recente reeleição de Raquel Lyra (PSDB) e do novo quadro de vereadores do Poder Legislativo mostra a consolidação e evolução na política de Caruaru, algo histórico que está acontecendo desde 2016,e agora em 2020 se mostra mais clara e estabelecida. Raquel foi eleita com votação recorde, quase 115 mil votos, numa campanha extraordinária, sem precedentes na história do nosso município, marcada por uma Pandemia mundial ainda vitimando muitos brasileiros todos os dias, e mesmo com essa hecatombe acontecendo, a prefeita reeleita pareceu e se provou intocável politicamente, mesmo diante de um cenário político e social tão dinâmico ao longo deste ano. 

Mesmo sendo atacada constantemente, e não comparecendo a todos os debates, nenhuma crítica e ataque foram suficientes para impedir uma eleição expressiva e apoteótica em Caruaru. Isso mostra algumas coisas importantes sobre a eleição majoritária. 

A primeira é que as figuras importantes da política de Caruaru vêm perdendo relevância e espaço cada vez mais, com destaque pros ex-prefeitos Queiroz e Tony Gel, que apesar de não participar do pleito por motivos bastante compreensíveis, não eram tão acreditados como adversários à altura da prefeita na eleição; e tanto na eleição majoritária para a prefeitura, quanto na Câmara Municipal, a relevância do apoio desses caciques políticos à candidatos se mostrou pouco efetiva, tanto que a votação dos seus representantes políticos na corrida para prefeitura, Marcelo Gomes, e para a Câmara tiveram poucos votos, em relação a popularidade que esses nomes tem em toda cidade, e isso mostra o principal sintoma, muito positivo na minha percepção, que passa pela maneira que o eleitor está escolhendo seus candidatos. 

Com tantos candidatos não se reelegendo no Poder Legislativo, mostra que o eleitor está mais atento às ações do seu vereador e principalmente: dependendo do desempenho deste, ele não ia receber um voto de confiança para continuar vereador. Isso mostra que o perfil do eleitorado vem evoluindo aos poucos, e mostrando que a população está não só mais esclarecida, mas está mais cética e crítica aos políticos, um ótimo sinal de esperança, pois os caciques políticos, e o fanatismo e “cabresto” do eleitor a determinado político vem diminuindo consideravelmente, foi uma eleição boa para definir que a maneira que estamos acostumados a ver a política em Caruaru está aos poucos minguando e sendo substituída por uma independência maior do eleitor.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro