16 de março de 2012 às 10h00min - Por Mário Flávio

Faltando poucos meses das Convenções partidárias cresce as especulações sobre as coligações partidárias e pré-candidaturas para vereadores e prefeito. Os principais candidatos que devem polarizar devem ser José Queiroz (PDT) e Miriam Lacerda (DEM).
Mas é necessário olhar por diversos angulos esta questão. Esse é um período de especulação e acúmulo de forças. Sondagens e negociações. Propostas e encaminhamentos em torno de acordos para o próximo pleito eleitoral.

Mesmo sendo os nomes a cima os mais cogitados não se descarta por parte da Frente Popular outros nomes. E outras pré-candidaturas estão sendo postas como Rivaldo Soares (PMDB), Diogo Cantarelli (PSDB), Fábio Silva (PSOL), Lícius Cavalcanti (PCdoB), entre outros. Para estes muita gente fica me perguntando se não muito ousados e, o porque da insistência se sabem que não tem a mínima condição de ganharem.
Ousadia só não basta. O momento é de agregar mais partidos, estabelecer alianças amplas e competitivas, observar a densidade eleitoral e que forças podem-se somar num projeto comum, quais forças podem ser neutralizadas, quais tendências atuais e perspectiva do eleitorado. Há de se acrescentar a forte influencia do poderio econômico e da mídia. Os mais diversos partidos já estão cada um ao seu modo, discutindo suas estratégias e alianças.

Há certa “guerra” travada principalmente nos programas de rádio com denuncismo, falácias, ataques, críticas infundadas, típicos de eleitores apaixonados e cabos-eleitorais. Claro, que tem no meio denuncias relevantes que acabam sendo construtivas no processo dando oportunidade de correções. Vamos ficar atentos pois daqui para o final do mês já vão acontecer algumas definições.
Devemos lembrar que na política como em muita coisa na vida tudo é muito dinâmico, um cenário agora pode mudar rapidamente. Uma jogada infeliz pode por em risco uma vitória antes garantida. E até mesmo para opinar existe uma limitação.

“O Xadrez, como todas as demais coisas, pode ser aprendido até um determinado ponto e não além. O demais depende da natureza de cada um.”

(GM J. R.Capablanca)
EXTERMÍNIO

Pessoas queimadas vivas e execuções de sem-teto geram estado de alerta. O Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Nacional para População em Situação de Rua manifestou repúdio ontem em relação aos atos de violência praticados contra a população de rua de todo o País. Em menos de um mês, atentados contra moradores de rua foram cometidos no Distrito Federal (DF), em Mato Grosso do Sul e no Espírito Santo.De abril de 2011 até a semana passada, 165 moradores de rua foram mortos no Brasil.
Reforma Urbana

 

O Fórum Nacional de Reforma Urbana (FNRU) está acontecendo desde ontem em São Paulo, reunindo mais de 300 lideranças de movimentos sociais, organizações não governamentais, entidades profissionais e acadêmicas e sindicatos de cerca de 20 estados brasileiros. Sob o tema “Desenvolvimento urbano com igualdade social” a discussão é o crescimento das cidades e seus impactos na vida de todos, especialmente das populações mais pobres.
Momento histórico: Oposição unida a Situação

 
Os 21 mil políticos que tiveram suas contas rejeitadas em todo Brasil estão aliviados. É que a pedido do PT (quem te viu e quem te vê) e comandados pelo PMDB dezenas de partidos da base aliada do governo e da oposição se uniram na quarta-feira (14) para pedir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que revogue a decisão de barrar nas eleições deste ano os políticos que tiveram prestações de contas rejeitadas em eleição anterior. A proibição consta da resolução do TSE aprovada dia 1º de março último, por 4 votos a 3.
Pinheirinhos, Justiça para quem?

Conflitos de competência, disputas políticas, interesses financeiros e violência policial marcam a mais grave violação em massa de direitos humanos no Brasil desde o massacre de Eldorado dos Carajás.

Paulo Nailson é militante político com atuação em movimentos sociais, Membro da Articulação Agreste do Fórum de Reforma Urbana (FERU-PE) e Articulador Social do MTST. Edita a publicação cristã Presentia. Foi filiado ao PT por mais de 10 anos. Cursa Serviço Social


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro