19 de julho de 2012 às 14h18min - Por Mário Flávio

Como é bom ser jovem, como é bom ter o espírito da mocidade, como é bom ser livre. O jovem vem conquistando seu espaço na sociedade com o passar dos tempos. Antes, o homem só considerava três fases na vida: Criança, adulto e velho. Hoje, são várias fases: recém-nascido, bebê, criança, pré-adolescente, adolescente, jovem, adulto e terceira idade. Essa foi à evolução natural do ser humano até o exato momento. O homem foi criando suas invenções baseando-se na ciência, misturando coragem com tecnologia, inteligência e bastante criatividade e sempre em busca de uma vida melhor em pró da sociedade e do bem-comum.

Nesse contexto, o jovem vem conquistando seu espaço e ganhando respaldo para brigar por seus ideais políticos e por uma sociedade melhor e mais justa. Um bebê que ontem era chamado de criança, hoje é chamado de recém-nascido e a evolução humana assim continua numa constante.

No principio, a sociedade precisava de uma maneira para se organizar. Lá atrás, os pensadores gregos se juntavam para traçar diretrizes de desenvolvimentos em cidades chamadas de “Polis”, que tem o nome derivado da palavra “politiké”, daí a origem do nome Política. Foi através da política que aqueles pensadores encontravam soluções para os problemas da época da sociedade. Hoje, vivemos num regime democrático de direito, que significa DIREITO IGUAL A TODOS em todos os aspectos e sem exceção de ninguém. É através do voto que a população escolhe seus governantes para administrar e cuidar dos problemas sociais existentes na sociedade.

O termo política se tornou sinônimo de picaretagem no Brasil devido a ações contrárias a decência e moralidade. Isso graças a pessoas que recebem o voto da população são eleitas e fazem de seus mandatos um desastre total. A corrupção virou uma praga que assola a política nacional, entretanto, existe uma esperança ou uma luz no fim do túnel.

A solução para isso é incentivar os nossos jovens a fazer parte da política, para que desde cedo eles, possam entender que a política é o único meio de organização social. No propósito de estimular e despertar essa prática da ‘boa política’ em nossos jovens, foi criado um projeto de resolução Nº 635/2012 de autoria do vereador Diogo Cantarelli(PSDB) que cria um Parlamento Jovem em Caruaru para discutir projetos inerentes a juventude.

O Chefe do Executivo por motivos de não ter afeição a juventude, não gostou da ideia e mandou o líder do governo na Câmara municipal estimular os demais vereadores da base governista votar contrário ao projeto. Não tendo seu desejo realizado, o projeto foi aprovado por 14 votos e uma abstenção e assim surgiu o I Parlamento Jovem de Caruaru.

Foi eleita a mesa diretora do parlamento e não demorou muito para conhecermos a imaturidade política do presidente eleito. Para se ter idéia do tamanho desastre que estava por vir, tivemos uma amostra grátis de desmantelo, foi quando o presidente derramou café em cima dos projetos que se encontravam na mesa, kkkk, a cena foi hilária. Na segunda reunião do parlamento, a leitura do salmo, foi feita através de um pedaço de papel, mostrando assim o amadorismo do parlamentar.

Na última terça-feira (17), alguns parlamentares jovens foram pegos de surpresas com um ligação no período entre 14:00hrs e 15:00hrs da parlamentar jovem Mayara convidando para uma reunião com o prefeito as 16:30hrs com fins eleitoreiros e sem agendamento oficial do parlamento, tendo como pauta do encontro: Discutir o plano de governo do candidato a reeleição. Perguntado se iria convidar a Candidata da oposição para discutir o plano de governo dela no parlamento, o presidente do parlamento foi enfático e disse que não.

Com todos esses acontecimentos, podemos observar que esse jovem que está presidindo o parlamento jovem não tem nenhuma condição de exercer o cargo que lhe foi confiado, é claro e nítido o seu desejo de fazer do parlamento jovem um instrumento para a reeleição do atual prefeito e isso nós não vamos permitir, afinal, não foi com essa finalidade que o parlamento jovem foi criado, onde fica a independência do poder legislativo? A verdade é uma só, nem Paulo Torres nem o prefeito manda no parlamento jovem.

*Jefferson Paz é Parlamentar Jovem em Caruaru


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro