28 de novembro de 2012 às 19h55min - Por Mário Flávio

Talvez o sábio e visionário Dom Augusto de Carvalho, naquele 9 de agosto de 1960, não tivesse dimensão, como fundador, daquela instituição que tornar-se-ia uma das sete maravilhas de Caruaru, a Fafica, como um celeiro de gênios e fomentadora de ideais e sonhos próprios de estudantes de todo o agreste de Pernambuco.

Hoje, a biografia da Fafica se confunde com a história de Caruaru. São mais de cinquenta anos de estímulos e serviços prestados para o setor educacional desta região, fazendo parte cotidianamente da vida de muitos futuros e atuais profissionais, sejam eles de quaisquer dos onze cursos de graduação que a instituição oferece.

Como protagonistas do ensino superior, nós estudantes, devemos ter a mesma disposição e entusiasmo que aquele ousado Padre Zacarias Lino Tavares teve, como primeiro Diretor da nossa faculdade. É o desejo de mudança, é o desejo do novo, é o desejo da renovação, de princípios e principalmente de ideias!

No movimento estudantil universitário, as prioridades não podem em hipótese alguma serem individuais, é algo semelhante ao que estava escrito no lema episcopal de Dom Augusto: “Ut unum sint (Para que todos sejam um)”. Política não pode ser tratada de forma vertical, o jovem já cansou disso, precisamos “horizontar” o debate, com isso chegaremos a conclusão exata de que “Compartilhar é renovar!”.

Sim, eu tenho orgulho de fazer parte da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru, para os mais íntimos, “apelidada” carinhosamente de Fafica.

*Michael Douglas é candidato a presidente do DCE da Fafica pela Chapa 3 e é membro da Juventude do PSDB de Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro