25 de fevereiro de 2014 às 23h50min - Por Mário Flávio

20140225-235028.jpg

Desde que houve a confirmação de Paulo Câmara como candidato do PSB ao governo de Pernambuco que aliados analisam com cautela e evitam colocar opiniões em público sobre o perfil técnico do ungido de Eduardo Campos. No entanto, uma situação incomoda demais aos políticos, sejam eles aliados ou até mesmo adversários do governador na peleja que vai começar em breve. Por qual motivo a escolha de um técnico? Políticos com anos de experiência e até neófitos se incomodam com essa assertiva.

Para eles, no momento delicado que passa a política, a confirmação de nomes de técnicos para disputar a majoritária acaba desvalorizando ainda mais a classe e isso incomoda bastante. Nos bastidores do evento de lançamento da candidatura de Câmara foi o que mais ouvimos de aliados. Mas a escolha do PSB não é uma questão de traição ou do discurso do novo, revela uma realidade baseada em pesquisa.

Os socialistas têm dados que mostram a preferência do eleitor para esse tipo de perfil na gestão e a recente história ajuda a confirmar essa tese. Em Minas Gerais, Anastasia foi indicado por Aécio Neves e desempenhou um bom governo. O mesmo ocorre com o prefeito Geraldo Júlio em Recife, que foi asseverado pelo próprio Eduardo Campos e tem uma gestão com bons índices nas pesquisas de opinião. Muitos até entendem que o mesmo fez o ex-presidente Lula, ao apresentar Dilma Roussef para à presidência.

A diferença é que a petista tem um histórico de militância política na luta contra a ditadura, mas nunca tinha atuado como gestora. A escolha por nomes técnicos incomoda aos políticos, mas revela que o modo de fazer política precisa ser repensado, a população reprova as antigas formas e o novo acaba sendo uma opção para apresentar ao eleitor, mesmo que em muitos casos, seja apenas no discurso.

DEFESA – A sessão da Câmara municipal foi marcada por afagos ao vice-governador João Lyra. A maioria dos vereadores saiu em solidariedade ao socialista e lamentou por ele ter sido preterido da disputa para o governo do Estado. Alguns vereadores queriam o vice candidato, lamentaram a decisão e foram mais amenos nas críticas ao governador. Outros pegaram mais pesado e os dois do PRTB, Heleno do Inocoop e Rodrigues da Ceaca, além de Edjailson da Caru Forró (PT do B) falaram em traição de Eduardo.

SILÊNCIO – Os dois vereadores do PSB na Câmara municipal de Caruaru ouviram os discursos e preferiram não se pronunciar sobre as críticas a escolha do governador Eduardo Campos. Gilberto de Dora e Marcelo Gomes não concordaram com as colocações e nos bastidores disseram que o projeto é da Frente Popular e que o tempo vai ser o melhor aliado para acalmar os ânimos no amplo leque de partidos aliados.

BRIGA – O clima esquentou no fim da sessão ordinária dessa terça-feira. Os vereadores Gilberto de Dora e Edjailson da Caru Forró voltaram a trocar farpas por causa de requerimentos. O presidente da Câmara, Leonardo Chaves, teve que intervir na questão e explicou, mais uma vez, vários procedimentos que devem ser seguidos. Ao fim, já sem paciência na discussão, Gilberto retirou da pauta e disse que o colega de Câmara poderia apresentar os pedidos, mas ainda mandou um recado para Edjailson. “Não sou assessor de vossa excelência”, disse em tom de crítica.

PT – A carta de desfiliação do secretário de Comunicação do PT de Caruaru, Herlon Cavalcanti, gerou muita repercussão nas redes sociais. O ex-companheiro bateu pesado nos rumos que o partido segue em Caruaru e expôs situações delicadas do ponto de vista ético. Cavalcanti ainda entregou o cargo no governo do estado e evitou a discussão que estaria saindo do partido para manter o emprego junto ao governo Eduardo Campos, como muitos afirmavam. Desde ano de 1989 que ele integrava e legenda e ainda não confirmou se vai para outra legenda. Especulações revelam que ele pode ir para PSOL ou PSB. A conferir.

ESPERADO – Para as lideranças do PT na cidade, a saída de Herlon era esperada, já que fazia algum tempo ele seguia insatisfeito na legenda e evitando ir aos encontros promovidos pela sigla em Caruaru. Para evitar mais polêmicas, a direção do PT ficou em silêncio e acredita que o tempo vai amenizar a questão, já que o presidente do partido na cidade, Adilson Lira, deixou claro em várias entrevistas que concedeu: a prioridade é a reeleição da presidenta Dilma Roussef, principalmente no cenário adverso que está sendo montado para a petista na cidade.

CAMAROTE – O governador Eduardo Campos e o prefeito Geraldo Júlio decidiram cancelar os camarotes oficiais no Galo da Madrugada. O anúncio oficial garantiu que foi para evitar despesas desnecessárias. No entanto, um protesto estava sendo organizado pelas redes sociais para fazer muito barulho contra os camarotes. Para evitar um confronto, em pleno sábado de Zé Pereira, a cúpula socialista decidiu não realizar o evento esse ano.

PLANO REAL – O aniversário de 20 anos do Plano Real, comemorado este mês, foi tema do pronunciamento de deputados tucanos na Assembleia. Para Antônio Moraes, diversos outros planos foram lançados no Brasil, mas nenhum teve a mesma importância histórica, econômica e social. Lançado oficialmente em julho de 1994, a política financeira ficou conhecida por combater a inflação. O parlamentar ressaltou que os assalariados e as pessoas mais humildes foram os maiores beneficiados com a implantação do Real. Na opinião de Antônio Moraes, esta foi a maior conquista do Brasil no século passado.

PLANO REAL 2 – Em aparte, a deputada Terezinha Nunes, informou que todo avanço econômico do País nos últimos anos se deve ao Real. De acordo com a tucana, o plano foi fundamental para conter a inflação. Na opinião do deputado Betinho Gomes, além de ser uma estratégia econômica e social, ele viabilizou programas para melhoria da qualidade de vida da população. Para o deputado Daniel Coelho, o Plano Real foi importante, mas é necessário continuar fiscalizando a economia para que a inflação não volte.

CONTEÚDO – O presidente do PSDB em Caruaru, Raffiê Dellon, será o entrevistado nessa quarta-feira no programa Conteúdo. Ele vai comentar as recentes posições tomadas pelos tucanos na política estadual e como a legenda está se organizando em Caruaru para a eleição desse ano. O programa é veiculado nas rádios Liberdade AM 910 e Caruaru FM 104,9 e começa a partir de 13h.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro