16 de junho de 2012 às 07h35min - Por Mário Flávio

Reportagem: Paulo Roberto

A noite da sexta-feira (15) pode ser considerada uma “Sexta Universitária”. Os eventos juninos esperaram os alunos largar das faculdades para lotar o Pátio de Eventos Luiz ‘Lua’ Gonzaga. Com a subida ao palco às 22h15 de Alcymar Monteiro, que trouxe o seu arrasta-pé quente e arrochado, passeando por vários clássicos cantados em sua voz, ele fez menção a música “Cavalo Alado”, feita por ele e seu irmão João Paulo Júnior, três dias depois da morte do Rei do Baião. Considerado o Rei do Forró, Alcymar não deixou a desejar, e levou ao delírio o público quando cantou a épica canção “Ela nem olhou pra mim”.

Mas ao delírio mesmo foi uma multidão que lotava o pátio a espera de Calypso, que começou sua apresentação fazendo um público de mais de 60 mil pessoas, dançar cantar e se balançar ao som de um ritmo, que vem de lá do Pará. Mas a banda de Chimbinha e Joelma não se resumiu só a isso não, cantou músicas do Rei Luiz, e os tradicionais arrasta-pé, fazendo uma grande quadrilha no pátio.

E quem pensa que parou por aí tá enganado… Ainda teve forró, e Forró do Bom… E esse é o nome da banda que tem como líderes: Aduílio Mendes e Kátia Cilene, ambos ex-Mastruz com Leite, tendo na banda a companhia de alguns outros integrantes, como o Faísca Bass. Eles fizeram um show digno para o público, que dançou até quase 4h.

Sendo eles os pioneiros do forró estilizado, a banda Mastruz com Leite conseguiu estourar com o sucesso “Meio Dia” na voz de Aduílio, em 1992, apenas três anos depois da morte de Luiz Gonzaga, então fizeram muito sucesso com o Mastruz na década de 90, e hoje cantam e encantam o público por onde passam, trazendo lembranças de um passado tão bom, como o Forró do Bom.

E o cantor Aduílio Mendes, fez reverência ao cantor Azulão, um dos homenageados, que parece mais ser esquecido nesse São João, pois todas as bandas que passam só lembram de Gonzaga, mas o Forró do Bom fez questão de citar o pequeno grande, sendo ela a primeira banda de fora a citar o nome de Azulão, mesmo ele sendo um dos homenageados do São João 2012 de Caruaru. “Devemos reverenciar sempre o Azulão, grande nome, e com expressão pernambucana.” falou Aduílio Mendes.

Neste sábado (16) teremos matinê com Arreio de Ouro,e depois a noite segue com Ítalo e Reno, Petrúcio Amorim e Limão Com Mel.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro