9 de maio de 2014 às 09h54min - Por Mário Flávio

armando

Com a participação de mais de 1,7 mil pessoas inscritas, a terceira plenária do Projeto Pernambuco 14 reuniu na noite desta quinta-feira (8), em Arcoverde, representantes da sociedade civil e lideranças políticas de todo o Sertão do Moxotó. Um pouco antes da plenária final, o senador Armando Monteiro (PTB), pré-candidato a governador, defendeu uma política mais afirmativa do Estado em favor da interiorização do desenvolvimento.

“Pernambuco cresceu, mas acentuou os seus desníveis. Todos melhoraram, mas as distâncias se acentuaram, as distâncias sociais, a distribuição da riqueza e do processo de desenvolvimento do Estado, que passou a ser mais concentrado ainda em algumas regiões que tinham melhor infraestrutura”, afirmou, ao lado do deputado federal João Paulo, pré-candidato a senador.

“O Nordeste tem metade da renda nacional, mas Pernambuco tem um terço da renda do Sudeste e o pernambucano do Sertão tem um terço da renda da área metropolitana. E aí tem que haver uma ação firme e indutora do Estado para reverter esse quadro. A lógica do investimento é perversa porque só procura os locais que têm mais infraestrutura e melhor oferta de mão de obra. Ou há uma ação firme do Estado, no sentido de corrigir essas distorções, ou esses desequilíbrios vão crescer ainda mais”, acrescentou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro