21 de maio de 2013 às 18h34min - Por Mário Flávio

A troca de críticas entre prefeitura e Sindicato dos Médicos segue aumentando. Após o Simepe enviar nota com uma série de denúncias e mostrando a fragilidade da saúde em Caruaru e a prefeitura responder com uma extensa nota, o diretor do Simepe, Danilo Souza, comentou o teor da nota e disse que a mesma não diz nada com coisa nenhuma.

Segundo Danilo, a nota apresenta dados que servem para confundir a população. “Essa nota apresenta apenas números, mas não rebate em nada o que o Simepe cobrou. Não explica a falta de atendimento e remédios nas unidades de saúde, ausência de médicos, atraso nos salários e outras situações. Esse é o procedimento de uma gestão que diz ter como prioridade a participação social? Se a saúde estivesse bem, o número de atendimentos seria três vezes maior. Com todo o respeito que tenho a secretária, essa nota não pode ser levada a sério”, disse.

Na próxima quinta (23) será realizada uma assembleia com os médicos e eles podem radicalizar. “Essas reivindicações não são novas e vamos dar esse prazo até a quinta para a prefeitura sinalizar se vai cumprir o que já foi prometido antes, caso isso não ocorra, poderemos radicalizar com uma paralisação da categoria”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro