25 de abril de 2014 às 11h29min - Por Mário Flávio

20140425-112946.jpg

Terminou agora há pouco a ouvida do vereador Neto (PMN) na Comissão de Ética da Câmara Municipal de Caruaru. O oposicionista espera que a fala dele possa ajudar a esclarecer os fatos questionados pelos membros da Comissão. “Estou a disposição da justiça e da Comissão de Ética para o que for preciso e eu sou quem tem mais tem interesse em que tudo seja esclarecido”, disse.

O relator Marcelo Gomes (PSB) comentou os trabalhos da Comissão e disse que os vereadores estão contribuindo com as ações. “Estamos apenas ouvindo e vamos analisar se houve ou não a quebra de decoro por parte do vereador. Os depoimentos estão sendo mais tranqüilos pelo fato de que a dinâmica ajuda. A primeira ouvida gerou mais expectativa, as demais vão se desenrolando com mais objetividade. A Comissão está atuando num caso único que é esse, mas é bom frisar que os vereadores estão colaborando com os nossos trabalhos”, disse.

O advogado Gilberto Santos comentou sobre o depoimento do vereador Neto e disse que o mesmo serviu para mostrar que não houve a quebra de decoro. “O depoimento do vereador Neto foi bastante proveitoso e ele deixou claro que nunca tratou sobre os projetos com ninguém do Executivo e sempre ouvia as orientações de sua assessoria”, pontuou Santos. Na ocasião foram entregues ao advogado a intimação para mais quatro vereadores prestarem depoimento na Comissão: Evandro Silva (PMDB), Pastor Jadiel Nascimento (Pros), Eduardo Cantarellli (Solidariedade) e Val das Rendeiras (Pros).

O próximo vereador a ser ouvido será Jajá (sem partido) na próxima terça-feira (29).


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro