14 de março de 2012 às 09h30min - Por Mário Flávio

A política de Caruaru está em ebulição. As forças mais influentes seguem negociando apoios para a eleição de outubro e mesmo sem ter o segundo turno, a cada dia ganha força a tese de uma candidatura alternativa na cidade. Três partidos aparecem com destaque nessa peleja: PV, PCdoB e PSDB. Em cada uma dessas legenda existe um político com aspirações de pré-candidatura ao Palácio Jayme Nejaim. Pelo PCdoB, o presidente da Câmara, Lícius Cavalcanti, pelo PV, Marcelo Rodrigues e pelo PSDB, Diogo Cantarelli.

Para garantir uma candidatura entre 8 e 10 minutos no guia eleitoral, é muito provável que esses partidos se coliguem. O nome de consenso pode ser o do presidente da Câmara de Caruaru. O comunista faz uma boa gestão na Casa e pode tirar votos das duas pré-candidaturas dos blocos tradicionais da cidade. Diogo Cantarelli poderia votar em Lícius e garantir a reeleição na Câmara, já que o PSDB não tem uma grande quantidade de pré-candidatos a vereador.

O presidente do PV em Caruaru, Marcelo Rodrigues, pode ficar na secretaria de Meio Ambiente do Recife, onde desempenha um papel de destaque e apoiar a coligação. A meta dele é eleger um ou dois vereadores e aposta na força dos 20 mil votos que Marina Silva obteve na última eleição. Ainda podem pintar nessa coligação PHS, PSOL, PTC e os mais otimistas admitem trazer o PPS, que tem forte ligação com Miriam Lacerda. No entanto, nada ainda é certo, mas que todos andam com muitas conversas ao pé do ouvido, isso é fato em Caruaru. As alianças devem ser conhecidas nos próximos dias.

Desde a eleição da Mesa Diretora que Lícius e Diogo se aproximaram. Imagem: Vladimir Barreto/Secom Câmara


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro