30 de junho de 2015 às 17h40min - Por Mário Flávio

  
O deputado Waldemar Borges fez um balanço da Liderança do Governo na última Reunião Plenária do primeiro semestre, realizada nesta terça (30), na Casa Joaquim Nabuco, e destacou o número e o conteúdo das proposições do Executivo enviadas para apreciação da Assembleia Legislativa. “Foram 63 proposições enviadas pelo Governo do Estado. Todas foram aprovadas, com exceção de apenas cinco matérias que se encontram em tramitação nas comissões temáticas”, disse. O parlamentar também citou a grande quantidade de audiências públicas promovidas neste início de ano, enfatizando que as discussões travadas sobre os mais diversos temas foram aprofundadas na Casa e que em nenhum momento o Governo do Estado se furtou em discutir os assuntos.

“Acredito que não há maior demonstração de respeito a esse Poder, de entendimento da necessidade de interação entre o Legislativo e o Executivo do que a quantidade de audiências que aqui aconteceram nesses primeiros seis meses. Eu diria até que, em alguns momentos, talvez em função de ser o começo de uma nova legislatura, com gente nova chegando na Casa, que talvez tenha havido até um número exagerado de audiências, se comparado com outros períodos desse mesmo Poder. Mas o Governo entende esse tipo de movimento como algo positivo, que serve para a gente melhorar as ações que o próprio Governo envia para a Assembleia”, enfatizou.  

Borges também citou iniciativas voltadas para a questão ambiental, como o Projeto de Lei que cria a Política Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais, um projeto inovador no Brasil, remunerando aqueles que preservem nosso meio ambiente. Ele falou ainda da aprovação do Plano Estadual de Educação, que envolveu vários atores sociais, e do PLO que concede tratamento especial para o ICMS do querosene da aviação, “o que mostra o compromisso do Governo do Estado com a economia e com o futuro de Pernambuco e nosso empenho na vinda do Hub da Latam para Pernambuco”.

Em relação ao papel da oposição na Casa, o líder do Governo disse que eles têm cumprido o seu papel, mas espera que nos próximos seis meses a bancada tenha assuntos novos para tratar. “A oposição passou esses seis meses tratando praticamente de dois ou três assuntos. A gente tem enfrentado dificuldades e espera que a oposição se solidarize com o conjunto dos pernambucanos frente ao tempo adverso que estamos vivendo e que pode ser que piore ainda mais a partir das medidas que venham a ser tomadas ou não no plano federal”, alertou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro