19 de março de 2018 às 10h13min - Por Mário Flávio

Prefeitura de Caruaru

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Para esclarecer informações veiculadas na imprensa caruaruense, o Ministério Público de Pernambuco informa que toda a informação veiculada nos últimos dias não partiu da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Caruaru.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ingressou com duas ações civis públicas por ato de improbidade administrativa. O inquérito civil que apura as irregularidades não foi aberto agora, é do ano de 2017 e gerou os elementos que permitiram a Promotoria de Justiça de Caruaru ingressar com as ações em razão de ilegalidades na contratação da Construtora JMV Ltda pela Prefeitura de Caruaru.

Em uma ação, o prejuízo estimado aos cofres públicos foi de R$ 1.170.000,00. Na outra, o prejuízo estimado foi de R$ 712.071,36.

Não procede a informação de que a empresa beneficiaria familiares do marido da prefeita. Na verdade, a construtora JMV, de propriedade da senhora Maria Ferreira de Lima, estava subcontratando outra empresa, de posse do companheiro dela, João Ferreira da Silva . Não há investigação de conduta enquadrada como nepotismo por parte da prefeita e sim de outros agentes públicos em outros procedimentos.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro