4 de janeiro de 2012 às 21h13min - Por Mário Flávio

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) tem alertado constantemente sobre a realização de propaganda eleitoral antecipada, que pode abuso de poder econômico ou político, com possibilidade de cassação do registro ou diploma do candidato. Desta vez, a recomendação foi expedida pelo promotor de Justiça Oscar Ricardo de Andrade, para o município de Orobó.

O documento recomenda aos pré-candidatos, agentes políticos, dirigentes partidários, eleitores e empresas de Orobó que retirem, imediatamente, suas respectivas propagandas eleitorais que circulam atualmente pelo município.

Também devem abster-se de realizar qualquer tipo de propaganda antes da data permitida. Vale ressaltar que a Legislação Eleitoral só permite tal prática após o dia 6 de julho de 2012.

Fonte: ASCOM MPPE


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro