27 de janeiro de 2014 às 14h14min - Por Mário Flávio
Ação foi encaminhada pelos promotores Maviael de Souza e Bianca Stella

Ação foi encaminhada pelos promotores Maviael de Souza e Bianca Stella

O Ministério Público de Pernambuco ingressou com ação de improbidade administrativa contra os dez vereadores afastados pela Operação Ponto Final. De acordo com o promotor de Justiça Maviel de Souza, o MPPE encontrou indícios suficientes para ajuizar o pedido de improbidade.

A ação ocorreu na última sexta-feira (24), logo após as ouvidas dos parlamentares na sede do Ministério Público, na cidade de Caruaru. “A Justiça vai mandar citá-los e dar prazo para que eles respondam e apresentem resposta ao que foi indagado. Depois vai iniciar toda a burocracia do procedimento judicial de apuração de provas e a gente espera por celeridade nesse caso, já que essas ações de improbidade demoram muito, mas queremos que Caruaru seja exemplar nessa celeridade”, disse.

Estão sendo investigados os vereadores Evandro Silva (PMDB), Neto (PMN), Jajá (Sem partido), Val das Rendeiras (PROS), Louro do Juá (DEM), Sivaldo Oliveira (PP), Cecílio Pedro (PTB), Val (DEM), Eduardo Cantarelli (PROS) e Pastor Jadiel (PROS).


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro