18 de abril de 2013 às 19h25min - Por Mário Flávio

20130418-145109.jpg

Primeira voz a defender o Porto de Suape no plenário da Câmara Federal,assim como através da imprensa e nas ruas, o deputado federal Augusto Coutinho (DEM-PE), vê com bons olhos o recuo do Governo Federal garantindo a autonomia do Porto de Suape. Depois de muita polêmica envolvendo a bancada de parlamentares pernambucanos, o complexo portuário poderá realizar editais e licitações.

O senador Eduardo Braga, relator da Medida Provisória nº 595, a MP dos Portos, apresentou ontem o relatório da matéria, colocando como um dos pontos a possibilidade de Suape realizar esse tipo de transação. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, na manhã desta quinta-feira (18), Coutinho elogiou o empenho de todos os parlamentares, incluindo os senadores Humberto Costa (PT), Armando Monteiro (PTB) e Jarbas Vasconcelos (PMDB).

O democrata lembrou que o texto apresentado pelo petista não fala especificamente em Suape, mas dá oportunidade para que os Estados deleguem os portos. “A bancada todo trabalhou e se envolveu no problema”, destacou o parlamentar na entrevista.

Augusto considerou a emenda à MP dos Portos como algo sensato e resultado da mobilização da bancada e do governador Eduardo Campos. O deputado disse que, se de fato o Governo Federal fazer valer esse acordo que beneficiará Suape, não haverá problemas na votação da próxima quarta-feira no Congresso.”A MP é importante, mas deve-se manter a autonomia de Suape”, ressaltou Coutinho, que ainda criticou o papel da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O deputado reforça que a MP será aprovada e os interesses de Pernambuco serão mantidos e as licitações, por exemplo, não serão realizadas em Brasília. “Imagine, a cada ação, Suape ter que recorrer a uma agência (Antaq) que tem se mostrado ineficaz?”, questionou o democrata.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro