5 de julho de 2018 às 12h05min - Por Mário Flávio

O ministro do Trabalho Helton Yomura, um dos alvos da terceira fase da Operação Registro Espúrio, foi suspenso do cargo pelo Supremo Federal Tribunal nesta quinta-feira (5).

A medida foi aceita pelo ministro Edson Fachin, relator do caso, a pedido da Polícia Federal e da Procuradoria Geral da República.A operação investiga uma suposta organização criminosa integrada por políticos e servidores que teriam cometido fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo Ministério do Trabalho. Segundo a PF, a terceira fase da ação deve “aprofundar as investigações a respeito de organização criminosa que atua na concessão fraudulenta de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho.”.

Com a decisão, Yomura está impedido de frequentar o Ministério do Trabalho, de manter contato com outros investigados ou servidores da pasta.Na Operação Registro Espúrio, a Policia Federal também cumpriu mandados de busca e apreensão no gabinete do deputado federal pelo PTB, Nelson Marquezelli.

O deputado também está proibido de frequentar o ministério e de manter contato com outros investigados, mas não foi afastado do cargo de deputado.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro