20 de janeiro de 2012 às 07h45min - Por Mário Flávio

Com informações do Ministério Público

Os municípios de Primavera, Saloá e Garanhuns (municípios de Jupi, Jucati, Brejão e Paranatama) também receberam, através dos promotores de Justiça Cláudia Ramos, Fabiano de Melo e Stanley Araújo, a recomendação eleitoral que tem como objetivo combater a propaganda eleitoral extemporânea. O documento alerta a todos os pré-candidatos, agentes políticos, dirigentes partidários, eleitores e empresas sobre a necessidade de retirar imediatamente as propagandas eleitorais atualmente existentes, bem como que se abstenham de realizar qualquer tipo de propagandas eleitoral antes de 6 de julho do ano da eleição.

O MPPE vem reiteradamente alertando que a realização de propaganda eleitoral antecipada pode configurar, a depender do caso concreto, abuso de poder econômico ou político, com possibilidade de cassação do registro ou diploma do candidato. Para as emissoras de rádio e televisão, o desrespeito às normas que tratam de propaganda eleitoral pode ensejar na suspensão, durante 24 horas, da programação normal.

Até agora, pelo menos 29 municípios foram alvo das recomendações eleitorais. Os promotores de Justiça ingressaram com recomendações a respeito da propaganda extemporânea nos municípios de Exu, Surubim, Casinhas, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Vertentes, Frei Miguelinho, Catende, Barreiros, Custódia, Venturosa, Pesqueira, Salgueiro, Cachoeirinha, Betânia, Poção, Verdejante, Cabrobó, Cupira, Inajá, Manari, Pombos, Parnamirim, Araripina, Macaparana, Carnaíba, Tacaratu, Toritama, São José do Belmonte, entre outros.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro