2 de fevereiro de 2012 às 14h44min - Por Mário Flávio

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou a interdição de mais um abatedouro público no Estado, desta vez em Verdejante (Sertão). O promotor de Justiça João Paulo Pedrosa Barbosa, que estava no exercício cumulativo da comarca, recomendou ao prefeito, ao secretário municipal de Saúde e ao coordenador de vigilância sanitária o fechamento emergencial do local com base em um relatório da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária em Pernambuco (Adagro). O documento cita diversas irregularidades sanitárias que põem em risco a saúde dos consumidores.

A recomendação foi publicada na edição do Diário Oficial de hoje. O promotor orientou a transferências dos abates para o município vizinho de Salgueiro e que o Poder Público municipal esclareça à população, aos comerciantes e donos de animais os motivos da interdição. Além disso, ele advertiu para a fiscalização “contínua e eficaz” do comércio de carne sem a observância de regras sanitárias.

“Uma visita de agentes da Adagro constatou que havia uma série de requisitos técnicos para funcionamento do abatedouro que não foram cumpridos”, justificou o promotor. João Paulo Pedrosa estipulou prazo de 10 dias para a gestão municipal enviar ao MPPE relatório detalhado das medidas previstas na recomendação.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro