21 de fevereiro de 2012 às 23h15min - Por Mário Flávio

A segunda noite do fesfile das escolas de Samba do Rio de Janeiro foi emocionante para os nordestinos. A escola Unidos da Tijuca prestou homenagens ao rei do Baião, Luiz Gonzaga. Mas o carro alegórico dos bonecos de barro se destacou entre os demais. Com réplicas humanas, os bonecos ganharam vida e o nome de Vitalino foi o tempo todo citado pelos jornalistas Glenda Koslowsky e Luís Roberto, além de servir de comentários para os analistas do desfile.

Outra escola que abordou temas nordestinos foi o Salgueiro. A agremiação contou a história do cordel e trouxe na abertura uma xilogravura assinada por J. Borges, que mora em Bezerros. O desfile foi belísssimo e contou com xote misturado ao samba. Senti falta do mestre Dila, mas foi uma explosão de nordestinidade. A apuração será na tarde dessa quarta e muitos irão torcer pelas duas escolas.

As réplicas de bonecos pareciam ter sido feitas pelo próprío Vitalino

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro