10 de janeiro de 2014 às 11h55min - Por Mário Flávio

20140110-102039.jpg

Para o diretor geral do Datafolha, Mauro Paulino, qualquer um dos candidados à Presidência da República, favorito ou não, terá de levar em conta um aspecto importante que foi detectado nas últimas pesquisas do Instituto: o desejo de mudança por parte do povo. “Mesmo a atual presidente se recuperando nos índices de aprovação e sendo favorita à reeleição, 66% dos brasileiros querem que o novo chefe do Executivo tome atitudes diferentes daquelas que os últimos tomaram”, explica.

Paulino é o entrevistado deste sábado (11) do sociólogo Antonio Lavareda e da jornalista Mônica Bergamo no programa Ponto a Ponto, da BandNews TV, que vai ao ar às 23h.
Ainda segundo ele o País está frente a várias incógnitas que tornam o cenário eleitoral ainda mais difuso. “Cresceu o pessimismo com relação à Economia e ainda não se sabe o que a Copa do Mundo reserva ao Brasil”, diz. Para ele o desempenho da Seleção em campo não influenciará em nada o pleito de outubro. “O que a população vai levar em conta é a forma como o País será apresentado ao mundo, se haverá algum tipo de vexame com relação à organização do Mundial”, explica.

Mauro Paulino também deixa em aberto o papel das manifestações populares nas eleições. “A popularidade de Dilma Rousseff caiu muito após os protestos de junho do ano passado. Se houver gente nas ruas durante a Copa o fenômeno talvez se repita”, completa. O Ponto a Ponto tem reprises no domingo (12), às 15h30, 19h30 e 23h.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro