26 de dezembro de 2012 às 07h40min - Por Mário Flávio

O julgamento do mensalão chegou à internet. O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) ganhou uma versão, online, semelhante ao “Angry Birds”, um dos jogos mais baixados em 2012 em smartphones e tablets. O nome? “Angry STF”. Nada mais justo. Por enquanto, o game somente está disponível em aparelhos que utilizam a plataforma Android. No enredo do jogo, os tradicionais pássaros – que têm a missão de aniquilar os porcos inimigos – dão lugar ao ministro e atual presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, que é o relator do processo. Em algumas fases é possível “jogar” com o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Na descrição do jogo, elaborado pela empresa Icon Games, ela diz: “Use as asas da Justiça para derrubar os porcos trambiqueiros. Se divirta com essa gozação em cima do julgamento do mensalão: vença e consiga condenar todos os acusados – ou perca e veja todos serem inocentados”.

Os adversários no jogo são petistas conhecidos e condenados no processo do mensalão, a exemplo do deputado federal João Paulo Cunha, do ex-ministro José Dirceu e do ex-presidente nacional do PT, José Genoino, além do publicitário e operador do esquema de corrupção, Marcos Valério. No game, eles dão lugar aos porcos do jogo original e a cada vez que consegue “matar”, o usuário vai acumulando pontos. Se os réus são derrubados, o jogo os coloca atrás das grades. Se o jogador não consegue derrotá-los, a tela dá lugar aos condenados, que reproduzem frases como “sou inocente” e “mídia golpista”.

Ao todo, o game tem 18 fases e a maior pontuação é conquistada quando José Dirceu é derrotado – 1.100 pontos -, seguido por José Genoino, com 650 pontos, e Marcos Valério, 600.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro