30 de novembro de 2013 às 12h36min - Por Mário Flávio

Da Revista IstoÉ

Com os bens bloqueados desde 2005, o empresário Marcos Valério, operador do mensalão, manteve uma parcela da sua fortuna livre da Justiça. Apesar de não movimentar as próprias contas bancárias, ele continuou usufruindo de um padrão de vida milionário e fez negócios com o propósito de ocultar um patrimônio avaliado em mais de R$ 10 milhões. O maior deles pode ter sido o arrendamento da fazenda Santa Clara, localizada na cidade de Caetanópolis, a 120 quilômetros de Belo Horizonte. Com valor estimado em mais de R$ 6,5 milhões, a propriedade possui uma mansão cinematográfica, uma capela particular e uma área de lazer suntuosa, com direito a haras. O contrato de arrendamento feito com o empresário Benito Porcaro inclui um rebanho premiado que se espalha pelos quase 400 hectares de terras. Tudo livre dos bloqueios, uma vez que a propriedade continua em nome da família Porcaro, apesar de pecuaristas e donos de fazendas na região afirmarem que há anos tudo já pertence a Valério, aguardando apenas o desfecho da Ação Penal 470 para formalizar a transferência – algo que os mais de 40 anos de pena impostos ao operador do mensalão podem adiar indefinidamente.

A estratégia de Valério para ocultar a propriedade veio à tona na última semana devido a uma briga de mulheres e agora será investigada pelo Ministério Público. Por ser uma das poucas propriedades a manter-se longe da mira da Justiça, a fazenda é um dos mais importantes bens da família de Valério. Não por acaso, agora, o imóvel está sendo disputado por sua atual namorada e pela ex-mulher, que conta com a ajuda da filha. A ex-esposa, Renilda Fernandes, e sua filha Nathalia costumavam frequentar a mansão pelo menos duas vezes por mês. Nathalia, que pratica hipismo e já ganhou campeonatos nacionais, usava as terras para treinar e abrigar seus cavalos. Um deles, uma égua campeã de saltos. Há pouco mais de um ano, quando o casal se separou, Valério mudou-se de vez para a mansão. O ex-empresário vinha se dedicando à pecuária e morou sozinho até cinco meses atrás, quando decidiu se unir a Aline Chaves, uma universitária de 21 anos que ele conheceu em um restaurante da região.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro