25 de setembro de 2013 às 20h58min - Por Mário Flávio

Mendonça FilhoO presidente estadual do Democratas, deputado Mendonça Filho, afirmou que a saída do deputado Augusto Coutinho do DEM para filiar-se ao Solidariedade não altera a relação pessoal e nem política entre o partido e o ex-filiado. “O Democratas e o Solidariedade estarão unidos em 2014. Os caminhos partidários serão distintos, mas politicamente juntos”, afirmou Mendonça, ressaltando que o novo partido é independente e de linha oposicionista.

Segundo Mendonça, a criação de novos partidos reforça a fragmentação partidária existente no Brasil, que foi respaldada pelo Tribunal Superior Eleitoral e pelo Supremo Tribunal, quando decidiram pelo direito dos novos partidos terem verba do fundo partidário e tempo de propaganda eleitoral gratuita. “Essa estrutura politico partidária só existe aqui no Brasil”, afirmou.

Com relação à decisão de Augusto Coutinho de sair do Democratas, Mendonça disse que o deputado já vinha cogitando essa possibilidade. “Tenho como filosofia de vida respeitar a decisão das pessoas. O partido perde um filiado que é um parlamentar sério, atuante, mas mantém um aliado político no campo da oposição”, afirmou Mendonça, reafirmando que a relação de amizade e política entre o Democratas e Augusto continua inalterada.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro