12 de dezembro de 2011 às 13h26min - Por Mário Flávio

 

Estavam presentes estudantes da UFPE e militantes da UESC. Imagem: Paulo Roberto/BMF

 

O protesto hoje pela manhã na Câmara Municipal reuniu poucas pessoas. A meta dos organizadores era chamar atenção para o Projeto que foi rejeitado semana passada na Casa Jornalista José Carlos Florêncio. De autoria do vereador Dr. Demóstenes, o projeto previa que os gestores fossem eleitos pelo voto popular e não indicados como acontece atualmente. O estudante Cleiton Feitosa estava a frente do protesto e explicou os motivos da reinvindicação. “Viemos protestar junto aos vereadores que votaram contra esse projeto. Essa situação já existe em âmbito estadual e aqui em Caruaru isso não acontece”, disse ele se referindo a eleição pelo voto direto.

Quando questionado sobre a pouca participação popular o estudante disse não se importar com a quantidade. Para ele, a meta foi dar o recado e segundo ele, conseguiu. “Mesmo que viesse sozinho estaria aqui. Apenas queremos que os vereadores sintam que a sociedade é contra a decisão deles”, disse. Na verdade, o protesto não teve efeito algum, já que o projeto foi votado em duas discussões e só pode ser reapresentado no ano que vem.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro