16 de janeiro de 2014 às 20h53min - Por Mário Flávio

20140116-205244.jpg

A falta de segurança tem atormentado médicos e pacientes da UPA Caruaru. Em reunião a diretoria regional/ Simepe Caruaru junto com categoria decidiu encaminhar oficio denunciado o caso ao Ministério Público de Pernambuco(MPPE) e solicitar ao Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), interdição ética da unidade.

A situação foi discutida há cerca de dois meses com os gestores da UPA, quando ficou acordado solucionar o problema até o último dia 25 de dezembro. Passados 20 dias, nada foi feito para garantir a segurança dos profissionais e dos pacientes da unidade de saúde. De acordo com o diretor regional, Danilo Souza, os médicos continuam a relatar ocorrências de agressão e ameaça. “É uma situação alarmante, que põe em risco o bom funcionamento da unidade, assim como a integridade física e moral de todos”, ressaltou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro