1 de dezembro de 2015 às 09h06min - Por Mário Flávio

Por unanimidade os médicos de Caruaru decidiram não aceitar a proposta da prefeitura e foi mantido o estado de greve, com a possibilidade de uma paralisação para os próximos meses. Num vídeo publicado no facebook o médico e representante do SIMEPE, Paulo Maciel, explicou os motivos. Por meio de nota, a prefeitura de Caruaru comentou a decisão e criticou a postura dos médicos, em pedir reajuste nesse momento de crise. Abaixo a nota da prefeitura.

“A Prefeitura foi informada, na noite de ontem (30), que os médicos de Caruaru, em assembleia, recusaram uma proposta de aumento salarial de 8,5% a partir de janeiro do próximo ano e lamenta a posição da categoria. ‘As prefeituras estão com dificuldades de manter a folha em dia, quanto mais aumentar o salário dos servidores num período de crise desse. Fizemos um esforço imenso para garantir esse reajuste a partir de janeiro e fomos surpreendidos com a notícia que a categoria não aceitou a nossa proposta, ainda mais num momento delicado, de epidemia de dengue, em que a população precisa dos médicos nos postos de trabalho’, lamentou o secretário de Administração, Antônio Ademildo. Ele espera, ainda, um novo diálogo com os médicos para reverter esse posicionamento”.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro