27 de agosto de 2018 às 19h20min - Por Mário Flávio

A candidata Marina Silva (Rede) se disse favorável, nesta segunda-feira (27), a uma investigação sobre a agência acusada de contratar perfis para propaganda irregular pró-PT no Twitter.

“O TSE [Tribunal Superior Eleitoral] tem que tomar todas as providências em relação às formas ilegais de burlar o processo democrático”, afirmou a ex-senadora, durante ato de campanha, em resposta a pergunta da Folha sobre o caso.

“A Justiça deve criar um espaço de equilíbrio. Tem um processo difícil hoje, que acontece na internet, que é o da divulgação exponencial de fake news, de mentiras, de afirmações para desconstruir trajetórias e biografias”, continuou a presidenciável.

Neste domingo (26), quando veio à tona a suspeita envolvendo o PT, Marina usou seu perfil no Twitter para reiterar promessa tornada pública por ela nos últimos meses.

“Reafirmo o compromisso de fazer uma campanha ética, sem robôs, nem tentativas de manipular o debate público. Não vale tudo para ganhar uma eleição!”, escreveu ela


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro