26 de setembro de 2013 às 13h25min - Por Mário Flávio
Marcelo Gomes disse que não teve a intenção de ofender a Neto

Marcelo Gomes disse que não teve a intenção de ofender a Neto

A troca de farpas foi entre os vereadores Neto, do PMN e Marcelo Gomes do PSB, na sessão da última terça feira. Marcelo usou a palavra incoerente e gerou muito estresse com o colega de Câmara. Neto foi à Tribuna e deixou a entender que o presidente da Comissão de Leis da Casa seria beneficiado por ser filho do vice-prefeito e ter estrutura de várias secretarias a sua disposição.

“Ser coerente é ser filho do vice-prefeito, ter cargos na prefeitura, usar carro-pipa e a estrutura de uma secretaria. Isso sim é ser coerente”, ironizou

Marcelo ficou visivelmente irritado com as indiretas de Neto e circulou de um lado para o outro da Câmara. No momento do discurso, o socialista disse que não usou a palavra incoerência para ofender a Neto, mas pela postura dele em algumas votações e disse que sentia orgulho por ser filho do vice-prefeito.

“O vereador Neto não entendeu, eu nunca tive a intenção de ofender a ninguém, mas quero dizer que tenho muito orgulho de ser filho de Jorge Gomes, que entrou na vida pública faz muito tempo e lutou pela redemocratização nesse país. Ser filho ou parente não quer dizer que você não pode entrar na vida pública, se o critério fosse esse, não teríamos uma grande gestor, que é o governador Eduardo Campos na política”, disse.

Os dois vereadores voltaram a se desentender sobre a saída do PSB do governo Dilma e o presidente da Câmara, vereador Leonardo Chaves, chegou a chamar atenção de ambos parea evitar os embates mais acirrados.

Neto disse que Marcelo usa da influência para ter benesses na prefeitura

Neto disse que Marcelo usa da influência para ter benesses na prefeitura


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro