28 de setembro de 2013 às 08h55min - Por Mário Flávio

Lula TôrresO vereador Lula Tôrres (PR) aproveitou seu discurso na tribuna nessa quinta (26), na Câmara de Caruaru, para ler um documento enviado por membros da União dos Estudantes Secundaristas de Caruaru (UESC), em que repudiam uma ex-presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE), Stephanie Vilela, integrante da juventude partidária UJS.

Segundo o texto, a ex-militante da entidade teria tentado falar em nome da UESPE, mesmo sem ter mais ligação com a entidade. “No dia 18 de setembro a deputada do PSDB, Terezinha Nunes, fez um pronunciamento tendo como base as mentiras da suposta presidenta, que busca cobertura para seus atos absurdos e ilícitos”, leu o vereador.

Esses atos ilícitos a que Lula se referiu incluiriam, inclusive, a ex-presidente e uma ex-diretora do movimento estudantil em Recife terem tentado ter acesso à conta bancária da UESPE.
“Há mais de 8 meses ela havia renunciado em caráter irrevogável, assim como a diretora da Associação Recifense de Estudantes Secundaristas (AIRES), devido ao fato de deixarem de ser secundaristas e passarem a ser universitárias. Mas nós vivenciamos o período de Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), e agora elas voltaram a falar em nome do movimento secundaristas, indo a alguns locais dizendo que fazem parte da UESPE. Inclusive, foram a uma agência bancária para tentar ter acesso à conta da entidade, mas não conseguiram porque o gerente entrou em contato com a diretoria”, explicou o presidente da UESC, Gleison Rodrigues, que também é membro da direção da entidade estadual.

Atualmente o presidente da UESPE é Davi Lira, do movimento UJR, e a direção da entidade planeja entrar com ação judicial contra Stephanie. “Vamos entrar com ação, já prestamos esclarecimentos em delegacia e queremos esclarecer isso para que a UESPE não tenha sua reputação manchada por uma pessoa oportunista”, completou Gleison.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro