27 de dezembro de 2016 às 13h23min - Por Mário Flávio

Sílvio-Costa-Filho-foto-Giovanni-Costa-Alepe

O deputado Sílvio Costa Filho, líder da bancada da Oposição na Assembleia Legislativa, cobrou do governador Paulo Câmara nesta segunda-feira (26) um redução no número de secretarias como acaba de fazer o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB).

Segundo ele, o enxugamento da máquina é necessário para equilibrar as contas públicas e recuperar a capacidade de investimento do Estado.

“O que estamos propondo ao Governo do Estado é que siga o mesmo caminho da Prefeitura do Recife, enxugando sua estrutura, que hoje conta com 22 secretarias”. De acordo com o líder, o Governo do Paraná tem apenas 18 secretarias e o do Rio Grande do Sul, 15.

Ele disse que a criação pelo atual governo da Secretaria de Habitação foi completamente desnecessária porque o orçamento dela é de apenas R$ $ 2,38 milhões, dos quais R$ 2,18 milhões serão destinados ao pagamento de pessoal.

“Em 2016, a Secretaria destinou apenas R$ 28 mil para investimentos e a maior parte desses recursos foi destinado à Cehab (Companhia Estadual de Habitação). Se os investimentos são tocados pela Cehab, como em outros governos, qual a real necessidade desta Secretaria?”, perguntou.

O deputado propôs também um enxugamento no número de cargos comissionados (cerca de 2.600) e o fim da contratação de “consultorias”, com as quais o governo gasta somas astronômicas.

“Nossa preocupação é evitar que as nossas conquistas continuem ficando para trás, como tem acontecido hoje. Por isso, peço que o governador que encaminhe um projeto de lei à Assembleia Legislativa propondo a redução do tamanho do Estado”, disse o líder da oposição.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro