4 de janeiro de 2013 às 12h22min - Por Mário Flávio

Lícius defende “salários” melhores pela moralização do serviço público

Em declaração ao Blog de Igor Maciel nesta sexta-feira (04), o presidente da Câmara Municipal de Caruaru, Leonardo Chaves (PSD) disse que foi cobrado pela falta de pagamento da última mensalidade de aluguel da sede provisória da Câmara, relativa ao mês de dezembro. O Legislativo estava funcionando em uma sala de um prédio localizado na Avenida Agamenon Magalhães, durante a reforma da sede, no centro da cidade.

No entanto, segundo o ex-presidente da Câmara, Lícius Cavalcanti (PCdoB), já havia sido dada a ordem de pagamento de dezembro. “Fui pego de surpresa. Em novembro observamos que havia necessidade de prorrogar o prazo de aluguel com um termo aditivo, dando automaticamente a ordem de pagamento de dezembro. Mas vou me informar sobre o porquê não ter sido pago. Acredito que a declaração de Leonardo se deu por falta de informação, mas vou averiguar o que de fato ocorreu, mas não vou me eximir de qualquer responsabilidade”, se defendeu.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro