28 de novembro de 2012 às 10h55min - Por Mário Flávio

Revisor do processo do mensalão, o ministro Ricardo Lewandowski afirmou ontem que o Supremo Tribunal Federal não deverá decretar a prisão imediata dos condenados por envolvimento no esquema do mensalão. A medida é defendida pela Procuradoria-Geral da República.

Segundo o ministro, o julgamento deve terminar na próxima semana, quando a Corte fará a “recalibragem” das penas. Nesse processo, o tribunal pode reduzir punições estabelecidas, por exemplo, para integrantes do núcleo publicitário, como o empresário Marcos Valério, condenado a mais de 40 anos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro