10 de julho de 2012 às 23h01min - Por Mário Flávio

O Departamento de Controle de Vetores e Vigilância Animal divulgou, nesta terça-feira, 10, o quarto Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LiraA), de 2012. De acordo com os dados, a dengue caiu neste ano pela quarta vez consecutiva. O primeiro LiraA foi de 3,1, o segundo levantamento, foi de 3,0, o terceiro foi de 2,1 e o quarto de 1,9.

De acordo com o Diretor do Departamento de Vetores, Edinilson Patriota, esses dados positivos ratificam o trabalho contínuo e intenso que o município vem realizando desde 2009, quando o prefeito José Queiroz assumiu. Em 2011, por exemplo, o relatório final mostrou a queda do índice de infestação predial de 6,2%, no começo do ano, para 2,4% em dezembro. Em 2012 os números continuam caindo. “O resultado reflete as mais de 20 mil visitas prediais realizadas pelos 150 agentes de endemias, nas zonas urbana e rural”, explica.

Dos 23.291 imóveis inspecionados entre janeiro e junho deste ano, em apenas 634 foram encontrados focos positivos, com destaque para os Bairros Vassoural, com 7,2 e Alto da Boa Vista, 7,0. Os Bairros do Cedro, Maria Gorete, Boa Vista II, Maria Auxiliadora, Cipó, Padre Inácio, Parque 18 de Maio, Antonio Liberato, Inocoop, Luiz Gonzaga, Serranópolis e distritos I e II obtiveram zero, no Índice de Infestação Predial. O que mostra o comprometimento dos moradores e o cuidado com si e com os vizinhos.

O resultado de 2012 é o melhor dentre os últimos 10 anos no município, em casos de dengue confirmados. O pior número ocorreu em 2002 quando foram confirmados 3587 casos e, em 2007, com 1967 casos e cinco mortes, sendo três pela forma hemorrágica da doença.

LEVANTAMENTO

O LiraA é realizado pelos municípios de todo o país, e serve para dar informações entomológicas detalhadas, apontando áreas críticas de infestação do mosquito transmissor e os tipos de depósitos receptores predominantes em cada local. A obtenção dos dados do LiraA propicia aos gestores uma informação antecipada da situação de risco, servindo de ferramenta para a mobilização da sociedade e de setores governamentais como os de limpeza urbana e de saneamento. Os dados registrados mostram que o trabalho de combate ao aedes aegypti realizado em Caruaru está surtindo efeito mais positivo do que o observado em Pernambuco como um todo e na região metropolitana em particular.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro