6 de abril de 2020 às 07h25min - Por Mário Flávio

Utilizar a força produtiva do Polo de Confecções do Agreste. Esta é uma das estratégias do deputado estadual Delegado Erick Lessa para minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus. O deputado reforçou a articulação para que equipamentos de proteção individual (EPIs) sejam confeccionados por empresas do Polo Têxtil. “Conversei com empresários e apresentei ao Governo do Estado a possibilidade de empresas do nosso Polo produzirem equipamentos como máscaras e toucas para auxiliar os profissionais de saúde”, disse o deputado.

A proposta já foi apresentada pelo parlamentar ao Governo do Estado, por intermédio de um ofício protocolado no dia 25/03. O documento ainda registra outras propostas, a exemplo da reserva de EPIs para abastecimento dos hospitais públicos no interior do estado, evitando assim o risco de contágio e adoecimento dos profissionais de saúde.

O desabastecimento de EPIs nas unidades de saúde é um dos principais desafios em todo o mundo. Com a pandemia do coronavírus, começou uma corrida mundial pelo produto, que está ficando cada vez mais escasso. O Ministério da Saúde do Brasil anunciou que vai lançar uma campanha digital para a população fabricar as próprias máscaras de pano.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro