3 de janeiro de 2013 às 10h37min - Por Mário Flávio

20130103-103732.jpg

O presidente da Câmara de Caruaru, Leonardo Chaves (PSD), reuniu hoje pela manhã os servidores da Câmara para dar detalhes de como será a gestão. Além disso, o pessedista voltou a fazer críticas ao atraso nas obras da Casa. “Vamos funcionar em situação precária. Teremos que improvisar o salão nobre para os funcionários da Câmara. É constrangedor para mim e principalmente para os novos vereadores que já queriam estrear a Legislatura nos gabinetes. Foi uma obra mal planejada e estamos numa situação caótica”, disparou.

Sobre a empresa que fez a obra, ele disse ainda que espera por uma satisfação. “Não encontrei nenhum funcionário da empresa e nem ontem e hoje foi feriado, onde estão os funcionários? Vou notificar a empresa e quero saber onde estão as portas de ipê, já que colocaram um material de péssima qualidade e vou trocar essas portas que não servem para nada. Eu já vi comprar algo melhor, mas piorar o que já tinha? Queremos saber de tudo. Vou procurar quem são essas pessoas para passar a prestação de contas, mas ainda não fui procurado por ninguém. São pessoas da própria Casa e vou ouvir a eles para saber do patrimônio”, disse.

O novo presidente disse ainda que os trabalhos podem atrasar mais que o esperado. “Estou preocupado, aqui temos serviço para 30 dias e a firma sumiu. Espero que a empresa justifique o atraso nas obras, mas não garanto que a primeira sessão do ano ser realizada no prédio da Câmara. Não entendo como se devolve dinheiro a prefeitura e a obra fica parada, então entendo que o ex-presidente Lícius Cavalcanti pagou pelo serviço”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro