9 de janeiro de 2014 às 07h55min - Por Mário Flávio

20140109-071629.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Caruaru, Leonardo Chaves (PSD), confirmou o número exato de demissões de assessores para adequar a folha de pagamento devido aos salários de 33 vereadores. Após um estudo feito pela Casa, o número não será mais de 90 demissões como o próprio presidente havia dito anteriormente, mas de 27, todos ligados aos gabinetes dos 10 vereadores presos na Operação Ponto Final e que seguem afastados dos mandatos por decisão judicial. Ainda segundo o decano na Câmara, não haverá mais demissões pelo fato de boa parte dos assessores gozarem as férias em janeiro.

“Não poderia tirar mais gente, já que nosso planejamento a maioria goza férias nesse período e uma pessoas está em licença maternidade. No entanto, espero que até fevereiro essa celeuma dos vereadores seja resolvida, caso contrário terei que fazer novos ajustes para não ultrapassar o limite de 70% que devem ser gastos com o salário do pessoal, como determina a Lei”, pontuou.

Chaves disse ainda que tentou ratear as demissões entre os demais vereadores da Câmara, mas os pares não aceitaram. “Eles disserem que não tinham nada a ver com a questão e não poderiam ser penalizados pelos outros e não aceitaram essa condição”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro