5 de fevereiro de 2013 às 16h55min - Por Mário Flávio

Câmara Municipal de Caruaru

O presidente da Câmara Municipal de Caruaru, Leonardo Chaves (PSD) está com boas expectativas para a primeira sessão de 2013, mesmo enfrentando uma dor de cabeça chamada “reforma da Casa Jornalista José Carlos Florêncio”. Para o vereador, os últimos ajustes na Casa devem ficar prontos até o fim desta semana, para poder acomodar adequadamente os 23 vereadores e suas equipes a partir da semana que vem. Em paralelo, Leonardo disse ao blog que deve reunir os vereadores alguns minutos antes da sessão desta terça-feira para fazer o sorteio dos gabinetes entre os edis, respeitando entretanto, os que se reelegeram.

No contexto

Atraso na reforma prejudica início do período legislativo

“Sobre a reunião desta noite, a expectativa é boa e vou reunir os vereadores um pouco antes para fazer o sorteio do gabinete, respeitando aqueles que já eram vereadores”, adiantou o presidente. Além disso, o vereador explicou qual é a prioridade da reforma durante esta semana. “Nós já estamos concluindo as obras, mas na parte debaixo é que teremos que fazer mais alterações e quebrar algumas paredes para acabar com aquele labirinto ali”, disse referindo-se às salas que ficam na ala voltada para a rua São Sebastião. Fora essas modificações, apenas 15 aparelhos de ar condicionado foram comprados pela gestão de Lícius Cavalcanti (PCdoB) e a compra de novos deve passar por processo licitatório e devido a burocracia, leva algum tempo para que todas as etapas sejam feitas.

Outro problema a se resolver durante a transição de gestões da Casa, é a devolução dos aparelhos de celular e tablets utilizados na legislatura passada. “Já houve a entrega de alguns alaremos mas o problema está mesmo na entrega dos chips, o que pretendemos fazer é entrar em contato com a operadora do serviço de telefonia para alterar os números de telefone, quando transferirmos esses chips para os novos vereadores; afinal não cabe, por exemplo, que pessoas da família de ex-vereadores liguem para os números antigos. Também precisamos adquirir mais chips para distribuir entre os demais vereadores, já que o número do legislativo na Casa aumentou”, completou.

Já sobre a forma como o ex-presidente da Casa, Lícius Cavalcanti (PCdoB), acompanhou as obras de reforma na Câmara, Leonardo preferiu não detalhar se acredita que o comunista possa sofrer alguma punição judicial referente aos problemas com a reforma da Casa, mas disse que vai colocar uma comissão para estudar todos os gastos e equipamentos adquiridos até agora. “Eu não quero criar problemas para ninguém, apenas vou mostrar o que recebi, mas há muitos bens aqui, por exemplo, que foram classificados como inservíveis, mas que não são, isso tudo precisa ser analisado com cuidado e vamos colocar uma comissão para calcular todos os gastos”, ressaltou. A reunião na Câmara deve começar por volta das 20h, e será realizada já na sede do legislativo, pois o plenário está liberado para reuniões desde a semana passada.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro