20 de abril de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

20130420-005642.jpg

A vice-prefeita de Natal, Wilma Maria Faria, esteve no Recife e reuniu-se com a secretária estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Laura Gomes (PSB). A visita teve por objetivo conhecer as ações que a secretaria vem desenvolvendo em relação ao combate às drogas. Na ocasião, Laura, juntamente com Rafael West, gerente de Proteção Social Especial de Alta Complexidade e coordenador do Programa Atitude, apresentou o programa que faz parte do eixo de prevenção ao uso de drogas do Pacto Pela Vida.

Um dos pontos de destaque do encontro foi o número de atendimentos prestados à população pernambucana. Só em 2012, o Atitude realizou 18.203 atendimentos, ou seja, 3,6 mil pessoas foram atendidas em uma ou nas quatro modalidades do serviço: Atitude Acolhimento Apoio; Atitude Acolhimento Intensivo; Atitude nas Ruas; e Atitude Aluguel Social. Outro ponto importante da reunião foi o investimento que o Governo do Estado vem fazendo por meio da SEDSDH desde 2011, primeiro ano de funcionamento do programa. Neste ano, a secretaria investiu mais de R$ 5 milhões em ações de enfrentamento às drogas. Em 2012, o valor dos recursos triplicou com relação ao que foi investido no ano anterior, superando R$ 15 milhões.

Segundo Laura, esse encontro foi muito importante, pois além de apresentar o programa mostra que Pernambuco realiza um trabalho que serve como referência para outros estados. “A vinda de Wilma à Pernambuco é mais uma forma de podermos divulgar o nosso trabalho com relação às drogas para os estados. Sabemos que esse é um problema de todo o país, e por isso precisamos unir forças e passar nossas experiências para que outras localidades também tenham trabalhos semelhantes ao nosso”, frisou.
Para Wilma, o Programa Atitude é exemplo para ser copiado. “Venho até Pernambuco para conhecer como funciona as ações voltadas aos usuários de drogas. Sei que aqui é um trabalho a nível estadual. O meu objetivo é tentar realizar algo semelhante a nível municipal, já que sabemos que é de responsabilidade do município, de acordo com a Política de Assistência Social, a execução das atividades”, destacou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro