13 de setembro de 2013 às 09h55min - Por Mário Flávio

Por meio de nota a assessoria da secretária Laura Gomes se posicionou sobre a rejeição das contas do PSB de Caruaru em 2011. A socialista é presidente do PSB e entende que não houve ilegalidade na doação de 4,5 mil reais ao partido. A nota diz ainda que Laura deve recorrer ao TRE. Segue a íntegra da nota.

“A Comissão Provisória Municipal do PSB de Caruaru tomou conhecimento da sentença proferida pela Justiça Eleitoral local que rejeitou as contas do Partido, sob alegação de que a agremiação teria recebido doação vedada da sua presidente, Laura Gomes.

A sentença, como toda decisão judicial, deve ser respeitada, entretanto, a legalidade da doação é prevista no art. 5º, § 1º, da Resolução TSE nº 21.841/2008, que não veda aos partidos políticos receber doações feitas por “agentes políticos”.

Como Laura Gomes é Deputada Estadual, temporariamente Secretaria de Estado, ambos cargos classificados como de “agentes políticos”, não há qualquer ilegalidade na sua doação. Assim sendo, as medidas judiciais pertinentes serão tomadas em tempo oportuno”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro