12 de dezembro de 2012 às 20h06min - Por Mário Flávio

A juventude do PT em Caruaru se pronunciou sobre o tumulto e agressões causados no fim da sessão ordinária dessa terça (11), quando o vereador Leonardo Chaves e um líder comunitário da cidade se envolveram em agressões com estudantes que manifestavam em frente à sede provisória da Câmara Municipal, na Acaccil, contra a aprovação do reajuste dos subsídios do prefeito, vice, secretários e vereadores.

Segue a nota de repúdio da JPT

A Juventude do Partido dos Trabalhadores (JPT) repudia, de forma veemente, os atos de violência praticados por integrantes da Câmara Legislativa de Caruaru contra estudantes e militantes de movimentos sociais, registrados nas últimas horas na cidade. Acreditamos que a diversidade de opiniões é o que favorece o avanço da democracia.

Prestamos nossa solidariedade aos estudantes agredidos, defendemos que a liberdade de expressão, de manifestação e a ocupação dos espaços públicos pelo povo é que devem pautar as relações entre os mandatários do poder político e a sociedade civil.

A JPT defenderá sempre a construção de uma nova forma de fazer política, na qual a prioridade seja o diálogo, o respeito e a solução pacífica para os conflitos. Para a JPT, a juventude é a protagonista das transformações sociais e históricas, devendo portando ter assegurado o direito a uma vida livre de violência, pois só assim poderá exercer plenamente a cidadania.

Esperamos que dias como os de ontem não mais se repitam. Pois, em uma democracia, a opressão e a violência contra militantes de movimentos sociais, seja qual for a sua causa, são inadmissíveis.
Como bem disse Voltaire: “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”

JPT Caruaru


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro