23 de novembro de 2020 às 07h19min - Por Mário Flávio

Em decisão proferida na tarde deste domingo (22), o juiz da 6ª Zona Eleitoral determinou que não seja mais veiculada na TV a propaganda eleitoral do PSB de João Campos que insinuava que Marília poderia “acabar com o ProUni Recife” e que seria “contra a Bíblia”.

Para o magistrado, “houve tentativa por parte dos adversários políticos de deturpar fatos, criando narrativas mentirosas”. Esses discursos foram, inclusive, ditos por João Campos nos dois debates realizados neste segundo turno.

Sobre o ProUni Recife, a Justiça acatou a argumentação da defesa de que Marília “apenas queria impedir a concessão de isenções fiscais ilegais”. O juiz também lembrou já haver “proibido em decisão anterior a veiculação de propagandas que questionavam a fé de Marília”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro