23 de abril de 2013 às 19h18min - Por Mário Flávio

20130423-192039.jpg

Do G1 de Alagoas

O Juiz Eleitoral Carlos Aley Santos de Mello cassou, nesta terça-feira (23), os mandatos do prefeito e do vice-prefeito de Maragogi , município do litoral Norte de Alagoas. Luiz Henrique Peixoto Cavalcante, conhecido como Henrique Madeira (PSD) e Claudinei Lira Pinto (PDT) podem recorrer da decisão. A ação contra os gestores foi movida pelo então candidato à prefeitura do município nas eleições de 2012, Fernando Sérgio Lira Neto (PP).

Lira perdeu as eleições por uma diferença de 173 votos (1,22%) e acusa Madeira por abuso de poder econômico e político já que ele era apoiado pelo tio e então prefeito de Maragogi, Marcos Madeira (PSD). O prefeito e o vice de Maragogi só devem ser efetivamente afastados quando o processo for submetido ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), já que Madeira pode recorrer. Em entrevista à reportagem do G1 , Henrique Madeira diz que respeita a decisão do Juiz, mas não aceita. Ele afima ainda que vai recorrer e que está confiante de que irá reverter a situação.

Com relação às acusações do ex-candito Fernando Sérgio Lira Neto, o prefeito se defende. “Isso é uma tentativa desesperada de tomar o poder na marra”, diz.

Ex-prefeito – O ex-gestor do município, Marcos Madeira, tem uma lista enorme de processos contra a administração pública. Em dezembro de 2012, ele teve a prisão decretada e foi considerado foragido. No mês passado a Justiça revogou o pedido de prisão. O desembargador Edvaldo Bandeira Rios, integrante da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) de Alagoas , acatou a justificativa da defesa de que, como o ex-chefe do Executivo Municipal possui mais o mandato, ele não teria como utilizar de seu poder político e de seu prestígio pessoal, afastando a possibilidade de reiteração criminosa.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro