9 de novembro de 2016 às 06h55min - Por Mário Flávio

raul-jungmann-foto-reproducao-facebook-2

O presidente Michel Temer exonerou nesta terça-feira (8) o deputado pernambucano Raul Jungmann (PPS) do Ministério da Defesa por meio de uma edição extra do Diário Oficial da União. No entanto, segundo a assessoria do próprio ministro, ele retornará ao cargo nesta quarta-feira (9) através de um ato de renomeação.

Tal qual ocorreu em 18/10, quando Jungmann foi exonerado para voltar à Câmara Federal a fim de votar a favor da “PEC dos Gastos” juntamente com os ministros Bruno Araújo (Cidades) e Fernando Filho (Minas e Energia), desta vez o afastamento se deu para que Jungmann reassumisse o cargo de deputado federal em obediência ao artigo 56 da Constituição Federal e ao artigo 241 do Regimento Interno da Câmara.

Em nota, a assessoria do ministro da Defesa explicou que, “caso contrário, o ministro perderia a vaga de suplente do deputado federal Mendonça Filho, hoje ministro de Estado da Educação”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro