4 de abril de 2018 às 19h22min - Por Mário Flávio

Durante o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os comentários nas redes sociais não param. No Twitter, por exemplo, o assunto tem repercutido tanto que já chegou aos trending topics nacional e mundial. A hashtag #GilmarMendes ocupa o primeiro lugar do ranking nacional, que cita um dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), enquanto #LulaLivre é o segundo.

No ranking brasileiro, os internautas lançaram a hashtag #EuMinistroDoSTF, onde cada um coloca a sua opinião do que faria caso estivesse no lugar dos ministros do STF.

Entre os parlamentares, quem expressou opinião à favor da prisão de Lula foi o deputado Federal de São Paulo, Eduardo Bolsonaro. No Twitter, ele afirmou que “quem está defendendo que Lula seja solto é porque está com medo de ser o próximo da lista a ser preso”.

Qualquer homem honesto se indigna com a liberdade de um criminoso. Quem está defendendo que Lula seja solta é porque está com medo de ser o próximo da lista a ser preso.

— Eduardo Bolsonaro (@BolsonaroSP) April 4, 2018

Já o Movimento Brasil Livre (MBL), que organizou manifestações pelo país contra Lula nesta terça-feira, postou um vídeo nas redes sociais em tom de cobrança: “E agora, STF?”.

O BRASIL FOI ÀS RUAS PELA PRISÃO DE LULA! E AGORA, STF?: https://t.co/8dnpQTnfh4 via @YouTube

— Mov. Brasil Livre (@MBLivre) April 4, 2018

Quem também se manifestou em sua rede social foi a deputada Erika Kokay, em apoio a Lula. “Senhor, piedade, dessa gente careta e covarde”, postou a parlamentar.

“Senhor, piedade, dessa gente careta e covarde”, diz Erika Kokay, em ato em defesa de #LulaLivre pic.twitter.com/GQqCe8ETJe

— Erika Kokay (@erikakokay) April 4, 2018


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro