18 de maio de 2018 às 21h12min - Por Mário Flávio

Um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores e ex-ministro do governo Lula, José Dirceu se entregou à Polícia Federal, em Brasília, na tarde dessa sexta-feira. Condenado a 30 anos, 9 meses e 10 dias por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa, ele é acusado de participar do esquema de corrupção da Petrobras, investigado pela Operação Lava Jato.

De acordo com as investigações da Polícia Federal, Dirceu teria embolsado, entre 2005 e 2014, cerca de R$ 10,2 milhões. Esse dinheiro era parte das propinas pagas pela empreiteira Engevix à Diretoria de Serviços da Petrobras.

Já condenado a 7 anos e 11 meses de reclusão, o ex-ministro vinha cumprindo prisão domiciliar e usava tornozeleira eletrônica pelo crime de lavagem de dinheiro e envolvimento no esquema do mensalão. Junto com a mulher e uma filha, morava em um apartamento no Sudoeste, bairro de classe média de Brasília. A ordem de prisão dessa sexta-feira foi dada pela juíza Gabriela Hardt, substituta do juiz Sérgio Moro na Décima Terceira Vara Federal, em Curitiba. A decisão foi tomada na quinta-feira depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou o último recurso da defesa para derrubar a condenação.

José Dirceu foi líder estudantil, batalhou contra o regime militar, foi preso e chegou a se exilar em Cuba. Lá fez diversas cirurgias plásticas para alterar o rosto, mudou de nome e voltou ao Brasil. Ao assumir uma nova vida por aqui, chegou a se casar sem que a esposa soubesse da sua verdadeira identidade. Ao lado de Lula, ajudou a fundar o PT. Elegeu-se deputado estadual por São Paulo, depois deputado federal e em 2003, com a chegada do Partido dos Trabalhadores à Presidência da República, se tornou um dos homens mais poderosos do Brasil, assumindo o posto de ministro-chefe da Casa Civil. Com o escândalo do mensalão, se afastou do cargo e voltou à Câmara como deputado federal. Lá, acabou tendo o mandato cassado.

No início da tarde dessa sexta-feira, depois de passar por exames de praxes no Instituto Médico Legal, ele foi levado à Penitenciária da Papuda, nos arredores da capital. A ordem judicial era de que ele fosse encaminhado a Curitiba, no Paraná. Mas a defesa tenta que ele seja mantido mais próximo da família. Até que saia uma decisão sobre isso, ele aguardará numa ala especial junto com outros políticos e empresários detidos no presídio do Distrito Federal. Dirceu tem hoje 72 anos de idade.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro