23 de agosto de 2013 às 12h13min - Por Mário Flávio

20130823-121559.jpg

Em entrevista na Rádio Cultura má manhã dessa sexta-feira o vice-governador, João Lyra (PDT), voltou a dar alfinetadas na gestão do prefeito Zé Queiroz (PDT). Segundo ele, numa pesquisa interna os números não são nada animadores para o chefe do Executivo de Caruaru e batem com os dados apresentados no instituo Opinião, na qual a gestão é reprovada por 54% dos eleitores consultados. Lyra explicou o ponto de vista dele, por quais motivos a gestão não tem o mesmo patamar de avaliação positiva do governador Eduardo Campos (PSB), cerca de 80% de aprovação.

“A minha avaliação é a mesma que fiz anteriormente. Falta aqui em Caruaru uma gestão moderna, planejamento estratégico e nas áreas principais em que a prefeitura tem que atuar, o trabalho não está sendo satisfatório para a população”, disse de referindo a saúde e outros temas delicados.

Lyra engrossou as críticas ao modelo de Orçamento Participativo implantado em Caruaru. “O que eu não posso concordar é que ao chegar aos oito meses de governo e ainda se fale em Orçamento Participativo. O OP que foi uma criação do PT e o prefeito passe quase cinco anos sem ouvir a população. O que precisa fazer é realizar, a participação é importantíssima, eu concordo que a população fale, não só na campanha, mas após o pleito, como Eduardo fez Pernambuco. Nós ganhamos a eleição em 2006 e em 2007 fomos para as regiões do estado. Depois ganhamos a eleição em 2010, com 82% dos votos e voltamos para ouvir a população novamente. A população deve ser ouvida constantemente, agora ouve a população e realiza, não ficar só ouvindo”, alfinetou.

Joao ainda soltou indireta para o prefeito Zé Queiroz e disse que fazia questão de abriu os telefones para os ouvintes, já que na semana passada o prefeito gravou entrevistas com vários jornalistas de Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro